Novidades
Acessibilidade A+ A- C

Ferroanel e Rodoanel Norte podem ter obras compatibilizadas

Sincronia de obras entre ferrovia e rodovia proporcionaria economia de cerca de R$ 1,5 bilhão aos cofres federais

Sincronia de obras entre ferrovia e rodovia proporcionaria economia de cerca de R$ 1,5 bilhão aos cofres federais

São Paulo, 22 de fevereiro de 2013 - O secretário estadual de Logística e Transportes de São Paulo, Saulo de Castro Abreu Filho, se reuniu quinta (21), em São Paulo, com o ministro dos transportes, Paulo Sergio Passos, para discutir as obras do Ferroanel. Participaram do encontro também o diretor geral do DNIT, General Jorge Fraxe, o secretário de fomento para ações de transportes do Ministério dos Transportes, Daniel Siegelmann, o presidente da DERSA - Desenvolvimento Rodoviário S/A, Laurence Casagrande Lourenço, e o diretor-presidente da EPL - Empresa de Planejamento e Logística, Bernardo Figueiredo.


Durante a reunião foi discutida a possibilidade de sincronia entre as obras do Tramo Norte do anel ferroviário e as obras do Rodoanel Norte.


Estima-se que se o Ferroanel, orçado em R$ 3,9 bilhões, começar até agosto, será possível compatibilizar uma etapa da linha férrea com a da rodovia, economizando cerca de R$ 1,5 bilhão aos cofres federais. Além disso, será reduzido consideravelmente o impacto ambiental e o número de desapropriações e de reassentamentos. Sem o Ferroanel, o transporte de cargas, que hoje é feito de forma compartilhada pelas linhas férreas da CPTM, pode ser paralisado a partir de 2016, deixando o interior de São Paulo sem ligação com o porto de Santos, já que as melhorias implementadas pela CPTM aumentarão o tráfego de trens de passageiros.


O modelo de contratação do primeiro trecho do Ferroanel deverá ser definido em quinze dias pelo governo federal. A previsão é de que as obras sejam concluídas até 2015.


Sobre o Ferroanel


O anel ferroviário que circundará a Região Metropolitana de São Paulo (RMSP) interligará as regiões de Campinas, Vale do Paraíba e Baixada Santista. O empreendimento é dividido em dois tramos, o Norte que interligará a estação Perus, em São Paulo, à estação Manoel Feio, em Itaquaquecetuba, e o Sul que conectará a estação Perus à Jundiaí.


O objetivo de Ferroanel é ampliar a intermodalidade entre caminhão e trem no Estado de São Paulo e segregar o tráfego de cargas do de passageiros. Hoje o transporte cargueiro utiliza as linhas da CPTM para transpor a RMSP.


O empreendimento aumentará a competitividade da ferrovia com a rodovia no escoamento de cargas para o Porto de Santos, retirará caminhões que trafegam pelas estradas e reduzirá as despesas do transporte de mercadorias.

Assessoria de imprensa 
DERSA - Desenvolvimento Rodoviário S/A
Tel: (11) 3702-8110 a 8116
E-mail: transportes@transportes.sp.gov.br
SECRETARIA ESTADUAL DE LOGÍSTICA E TRANSPORTES