Licitações
Acessibilidade A+ A- C

DERSA publica relação dos pré-qualificados na licitação internacional para obras do Rodoanel Norte

Após análise da documentação, os nomes das empresas foram enviados ao BID, que aprovou a publicação dos pré-qualificados

Após análise da documentação, os nomes das empresas foram enviados ao BID, que aprovou a publicação dos pré-qualificados

São Paulo, 20 de agosto de 2012 - A DERSA - Desenvolvimento Rodoviário S/A publicou, sábado, 18/08, a relação dos grupos pré-qualificados na licitação internacional para as obras de implantação do trecho Norte do Rodoanel. Foram habilitados 18 concorrentes para a fase final de apresentação de propostas comerciais para a execução da rodovia. A lista foi aprovada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), um dos financiadores do empreendimento.

No resumo do processo, continuam no páreo oito grupos mistos, consórcio de empresas de mais de um país, seis grupos 100% nacionais e quatro exclusivamente internacionais.

Na escolha dos lotes, 15 concorrentes preferiram o número Dois, o mais concorrido, seguido pelo Lote 05, com 12 interessados.

Na fase de análise de documentação participavam 25 concorrentes. Com a definição dos 18 concorrentes, a licitação pré-qualificou 72%  dos participantes para os seis lotes. No Trecho Sul, 18 interessados concorriam a cinco lotes, tendo sido pré-qualificados 10 dos licitantes, ou seja, 55%  do total.

Este processo licitatório para o Rodoanel Norte é caracterizado por  forte concorrência, o que indica grande competitividade no certame. Além de construtoras brasileiras, empresas da Europa, Ásia e América do Sul concorrem para as obras, em número de interessados considerado expressivo.

A partir da publicação dos pré-qualificados, abre-se o prazo legal de cinco dias úteis para apresentação de eventuais recursos. Por se tratar de licitação que segue as diretrizes do organismo finaceiro internacional, os recursos não podem ser direcionados contr ao concorrente e sim com relação a contestação de de não habilitação em determinado lote pretendido.

 Com valor de referência previsto em R$ 5 bilhões, a concorrência internacional para as obras do Rodoanel Norte é a maior licitação de obra rodoviária em andamento no país e está em conformidade com as normas e regulamentos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

 A escolha dos vencedores será pelo critério de menor preço integral em cada lote da obra. De acordo com edital da concorrência, um mesmo licitante poderá vencer até dois lotes de obras se conseguir comprovar, na pré-qualificação, proficiência técnica e saúde financeira para tal.

Trecho Norte do Rodoanel

 

O Rodoanel Norte terá 44 km de extensão e interligará os trechos Oeste e Leste do Rodoanel. Ele inicia na confluência com a da avenida Raimundo Pereira Magalhães, antiga estrada Campinas/São Paulo (SP-332), e termina na intersecção com a rodovia Presidente Dutra (BR-116). O trecho prevê acesso à rodovia Fernão Dias (BR-381), além de uma ligação exclusiva de 3,6 km para o Aeroporto Internacional de Guarulhos.

O trecho Norte é uma rodovia "Classe Zero", com quatro faixas de rolagem por sentido entre o Rodoanel Oeste e a rodovia Fernão Dias. O segmento entre a Fernão Dias e a via Dutra terá  três faixas de rolagem de 3,6 m de largura em cada pista. A rodovia ainda é provida de canteiro central com 11m de largura e terá velocidade de 100 km/h.

Estima-se que pelo Rodoanel Norte circularão diariamente 65 mil veículos, sendo 30 mil deles, caminhões (60% retirados da marginal Tietê).

Os recursos que suportarão os investimentos de implantação do trecho Norte (R$ 6,51 bilhões) vêm de três origens distintas: R$ 2,79 bilhões do Tesouro do Estado de São Paulo; R$ 2 bilhões, através de um empréstimo contraído pelo governo paulista junto ao BID e R$ 1,72 bilhão será proveniente do Governo Federal.

O trecho Norte atravessa os municípios de São Paulo, Guarulhos e Arujá. A área total tem aproximadamente 10 milhões de metros quadrados. A faixa de domínio conta com extensão total de 47,4 Km e largura média de 130 metros.

O traçado apresenta 7 túneis e 111 obras de arte especiais (pontes e viadutos). O empreendimento, que já obteve licença ambiental prévia, minimiza impactos sobre remanescentes preservados de Mata Atlântica, ao mesmo tempo reduz interferências sobre áreas de urbanização consolidada.

Empreendimento Rodoanel

O empreendimento, em seus quatro trechos, está inserido na Região Metropolitana da Capital, que representa 30% do PIB Nacional. Obra de grande importância para o modal rodoviário, atenderá o transporte de cargas de alto valor agregado, proveniente de todo o País, de passagem por São Paulo.

Os quatro trechos interligarão as 10 grandes rodovias que chegam à Capital: Bandeirantes (SP-348), Anhanguera (SP-330), Presidente Castello Branco (SP-280), Raposo Tavares (SP-270), Régis Bittencourt (BR-116), Imigrantes (SP-160), Anchieta (SP-150), Ayrton Senna (SP-070) e Presidente Dutra (BR-116) e Fernão Dias (BR-381).

Ao todo, o Rodoanel atravessará 17 municípios. No Oeste, São Paulo, Embu, Cotia, Osasco, Carapicuíba, Barueri e Santana do Parnaíba; no Sul, Embu, Itapecerica da Serra, São Paulo, São Bernardo do Campo, Santo André, Ribeirão Pires e Mauá; no Leste, Ribeirão Pires, Mauá, Suzano, Ferraz de Vasconcelos, Poá, Itaquaquecetuba e Arujá. E, no Norte, São Paulo, Guarulhos e Arujá.

Assessoria de Imprensa
DERSA - Desenvolvimento Rodoviário S/A
Tel: (11) 3702-8110 a 8116
E-mail: transportes@transportes.sp.gov.br
SECRETARIA ESTADUAL DE LOGÍSTICA E TRANSPORTE