Rodoanel Norte
Acessibilidade A+ A- C

DERSA recebe líderes comunitários e políticos de Guarulhos em reunião sobre traçado do Rodoanel Norte

Reivindicações dos moradores que seriam atingidos pelas obras do Rodoanel Norte foram atendidas

Em reunião realizada na manhã de hoje, A DERSA – Desenvolvimento Rodoviário S.A. recebeu lideranças comunitárias e políticos de Guarulhos, Grande São Paulo, para esclarecer questões sobre o traçado do Rodoanel Norte.  O grupo solicitou que a DERSA agende nova reunião com moradores dos bairros de Guarulhos por onde passará a rodovia, para espécie de sessão tira-dúvidas.

 

“O objetivo dessa reunião é tranqüilizar a população e fornecer informações sobre o Rodoanel Norte, principalmente para a população da Vila União e bairros vizinhos”, disse a vereadora Luíza Cordeiro. Ela estava acompanhada dos colegas de Câmara José Luiz e Edmilson Souza.

 

Além dos vereadores e do deputado estadual Alencar Santana, participaram das discussões líderes  comunitários, como Edvan Antônio de Almeida, presidente do Centro de Defesa e Solidariedade da Vila União, e José Elpídio Teixeira Santos, presidente da Associação de Bairro da Vila União.

 

A vereadora também falou que pedirá reunião com a Infraero para buscar alternativas ao traçado de ligação entre o trecho Norte e o Aeroporto Internacional de Guarulhos. “Sabemos que depende da  Infraero, mas queremos reduzir as desapropriações nos bairros Jardim Seródio e Haroldo Veloso”, afirmou.

 

Segundo a vereadora, no diálogo com a DERSA, reivindicações dos moradores que seriam atingidos pelas obras do Rodoanel Norte foram atendidas. Uma delas foi um estudo no projeto, que possibilitou ajuste no traçado da via, livrando mais de 340 imóveis de desapropriação, na Vila União.

 

RODOANEL NORTE

 

O trecho Norte do Rodoanel terá 43,86 km de extensão. Ele ligará os trechos Oeste do Rodoanel, a partir da avenida Raimundo Pereira Magalhães, antiga estrada Campinas/São Paulo (SP-332), ao trecho Leste, na intersecção com a rodovia Presidente Dutra (BR-116). O trecho Norte também prevê acesso à rodovia Fernão Dias (BR-381), mais 3,6 km de pista de acesso ao Aeroporto Internacional Franco Montoro, em Guarulhos.
 
O traçado apresenta vários trechos em obras de arte especiais, incluindo sete túneis, além de 111 obras de arte estruturais (pontes e viadutos). O empreendimento, que já obteve licença ambiental prévia, minimiza impactos sobre remanescentes preservados de Mata Atlântica, ao mesmo tempo reduz interferências sobre áreas de urbanização consolidada.
 
A execução da obra será respaldada por uma extensa série de programas e ações para mitigação e compensação de impactos, consolidadas em um Projeto Básico Ambiental, aplicável a todas as atividades durante a construção. Além de Programas de Meio Ambiente, o empreendimento prevê Programas Sociais como forma de reduzir os impactos sobre às comunidades atingidas pelas obras.
 
No Programa de Reassentamento, que atenderá as famílias residentes em imóveis com situação fundiária irregular, a previsão é que duas mil famílias sejam beneficiadas, com investimento de R$ 175 milhões. As famílias poderão escolher entre ser indenizadas pelas benfeitorias feitas na área ocupada ou optar por receber unidades habitacionais da CDHU, integralmente quitadas.
 
A DERSA assinou convênio com a Companhia de Desenvolvimento Habitacional Urbano (CDHU) para disponibilizar as residências às famílias, próximas ao local onde moravam. Em caso de terem de deixar o local de moradia antes do término da construção da unidade habitacional, essas famílias receberão auxílio aluguel de R$ 480,00 mensais. Nos programas sociais estão previstas ações na comunidade, como palestras, orientações e atendimento jurídico.
 
No Programa de Desapropriação, voltado aos imóveis em situação regular, a estimativa é que 2.100 imóveis sejam desapropriados. Estão previstos investimento de R$ R$ 494,7 milhões. Os imóveis serão avaliados e indenizados a valor de mercado.
 
O Rodoanel Norte será uma rodovia com quatro (entre o Rodoanel Oeste e a Fernão Dias) e três (entre a Fernão Dias e a Dutra) faixas de rolagem de 3,6 m de largura em cada pista. Canteiro central de 11m e velocidade de 100 km/h. Estima-se que pelo trecho Norte circularão diariamente 65 mil veículos, 30 mil deles, caminhões. Desse número, 17 mil serão caminhões retirados da marginal Tietê, o que possibilitará maior fluidez no tráfego local.
 
 A fluidez dada ao tráfego em função da retirada dos caminhões da marginal Tietê também diminuirá a emissão de poluentes da ordem de 10 a 15% no trecho. Os veículos poderão melhorar sua velocidade em 20%. No trecho Norte, com velocidade aumentada e fluxo contínuo, os caminhões emitirão menos gases de efeito estufa. Por fim, os municípios também economizam, na medida em que os caminhões que migram para o anel perimetral, deixam de circular por vias municipais, reduzindo o desgaste e, consequentemente, os gastos com manutenção.
 
Os quatro trechos interligarão as 10 grandes rodovias que chegam à Capital: Bandeirantes (SP-348), Anhanguera (SP-330), Presidente Castello Branco (SP-280), Raposo Tavares (SP-270), Régis Bittencourt (BR-116), Imigrantes (SP-160), Anchieta (SP-150), Ayrton Senna (SP-070) e Presidente Dutra (BR-116) e Fernão Dias (BR-381).
 
Ao todo, o Rodoanel atravessará 19 municípios. No Oeste, São Paulo, Taboão da Serra, Embu, Cotia, Osasco, Carapicuíba, Barueri e Santana do Parnaíba; no Sul, Embu, Itapecerica da Serra, São Paulo, São Bernardo do Campo, Santo André, Ribeirão Pires e Mauá; no Leste, Ribeirão Pires, Mauá, Suzano, Poá, Itaquaquecetuba e Arujá. E, no Norte, São Paulo, Guarulhos e Arujá.

DERSA- Desenvolvimento Rodoviário S.A.
(11) 3702-8175 / 3702-8176 / 3702-8177
imprensa@DERSA.sp.gov.br
www.DERSA.sp.gov.br